segunda-feira, 8 de julho de 2019

Rádios Philco Transglobe - B-459

Philco Transglobe - B-459

Estarei nas próximas postagens atualizando e colocando informações sobre a linha de Rádios Transglobe da Philco, produzidos no Brasil entre as décadas de 50-80, sendo um dos aparelhos mais amados de todos os brasileiros.

Philco Transglobe II ou B-459

São de uma época onde as ondas curtas e AM dominavam o mundo, e como tinham "alcance mundial" sempre foram objetos de desejo pelos amantes do rádio. A construção sempre foi robusta e os primeiros são tidos como rádios de mesa, apesar das últimas versões terem um apelo mais portátil (mesmo com peso acima dos 5 kg).

Seus circuitos são relativamente simples e sem muitos recursos ou complexidades. Talvez por isso caíram no gosto de seus usuários, pois eram robustos e facilmente reparados pelos técnicos da época. Os primeiros utilizavam transistores de germânio e posteriormente foram sendo substituídos pelos de silício.

Philco Transglobe - Detalhe do logo

Uma parte da história, do que se tem conhecimento, com a linha Transglobe iniciou na década de 50 com os modelos B-457, B-458, B-466 e B-467 como também pode ser visto no site de um dos maiores colecionadores deste modelo (Michel Viani - site www.transglobe.com.br).

Estes modelos tinham caixa de madeira e eram muito robustos. Posteriormente temos o modelo B-459 (final da década de 50), também conhecido como Transglobe II e é sobre este modelo que iremos falar hoje.

Detalhe da tampa frontal onde fica preso o manual

Tive oportunidade de ter dois modelos do B-459, um com acabamento preto (mais comum) e o outro com acabamento bege (mais raro).

O rádio possui 6 faixas de onda:
  1. Ondas Médias (AM)                  540 a 1.600 kHz
  2. Ondas Tropicais                      2.300 a 7.200 kHz
  3. Ondas Curtas                          7.200 a 22.000 kHz
  4. Faixa Ampliada 31 mts          9.400 a 10.000 kHz
  5. Faixa Ampliada 25 mts        11.400 a 12.700 kHz
  6. Faixa Ampliada 19-16 mts   15.000 a 18.000 kHz
6 Faixas de Onda e detalhes dos botões

Este modelo usa 8 transistores de germânio PNP num circuito super-heterodino bastante comum para a época e empregado por outras fabricantes, como a Zenith com seus Trans-Oceanic. Abaixo deixo um link com o manual de serviço do mesmo, que infelizmente muitas pessoas comercializam, mesmo estando disponível na internet.

Manual de Serviço do B-459

O rádio tem uma tampa frontal que pode (e deve) ser removida durante as escutas. Na parte traseira a tampa também pode ser aberta, onde se tem acesso ao compartimento de pilhas (utiliza 6 grandes - 9V) e também tem a entrada de antena, inclusive o modelo "roto-antena" que é um sistema de fio que pode ser desenrolado permitindo uma melhor recepção das ondas curtas.

Detalhe da roto antena, suporte de pilhas e parte interna

Também temos acesso ao terminal de aterramento e chave para escolher qual antena será usada. O rádio tem antena telescópica de 8 segmentos (muito robusta) e para a faixa de ondas médias o rádio utiliza uma ferrite interna que proporciona ótimas escutas.

O som é agradável e é reproduzido num alto-falante de 6 polegadas. Na parte frontal também ficam os controles de liga-desliga/volume, de tom (graves/agudos), troca de faixa e de sintonia.

Vista Traseira Interna - antena de ferrite na parte superior e telescópica na lateral esquerda

O dial é grande assim como o ponteiro, e nele tem nomes de várias cidades, uma prática comum na época dos rádios de ondas curtas para facilitar a procura pelas emissoras e fazer valer a pena o nome "Transglobe".

Detalhe do dial com os nomes de cidades

As fotos são do meu B-459 que está sem a alça superior que "facilitava seu carregamento". Dentro do rádio ainda temos uma etiqueta onde podem ser anotados o nome do proprietário, outra prática comum em rádios da época.

Detalhe da Etiqueta de propriedade e da parte interna. Os componentes ficam na parte de baixo do chassi.
Na próxima postagem estaremos falando de outros modelos de Transglobe, como o B-470 precursor da série que tornou famoso o estilo de rádio portátil na época.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Construindo um clássico!! Apple 1 - Parte 8 - ACI

A "ACI" ou Apple Cassete Interface nada mais é do que uma placa adaptadora para você conectar um cassete recorder e poder ler os programas que eram armazenados em fita.

Esse era o meio mais barato na época (fitas cassetes) para armazenar dados em computadores antigos. O disquete já existia, mas os drives eram caríssimos, e HD era algo utilizado somente por servidores em grandes empresas.

Assim, eles desenvolveram esta placa para ligar o Apple 1 a um cassete recorder e poder ler e gravar dados e programas.

Eu comprei este placa do Corey - que me ajudou no grupo Apple Fritter com a solução do problema que estava tendo ao iniciar o A1. Esta era a última placa que ele tinha, e após negociarmos preço e envio, recebi até rápido (cerca de 15 dias).

Placa ACI sem componentes

Placa ACI sem componentes
Esta placa é enviada pronta para receber os componentes, que são comuns (alguns resistores, dois transistores, 3 TTL´s, etc., mas também utilizam PROM´s que o Corey enviou junto no pacote.

Iniciei com a soldagem dos soquetes e em 10 minutos a primeira fase estava pronta, e também aproveitei para soldar demais componentes e deixar tudo pronto. Só ficou faltando um TTL - 7410 ou 74LS10 que eu não tinha, mas já encomendei.

Placa com os soquete soldados

Verso da placa com a solda dos soquetes
 Abaixo fotos da placa montada com todos os componentes (faltando inserir os CI´s).

Sobre os conectores de áudio (2) não é fácil de encontrar um modelo próximo do original, que era aberto e com os conectores expostos. Então adquiri estes que aparecem abaixo e olhando a placa pelo lado dos componentes ficou bacana.

Placa com os componentes soldados - Faltam inserir os CI´s
Olhando pela parte de baixo, este tipo mais moderno é fechado com um invólucro plástico que dá sustentação. Resolvi deixar assim, e se encontrar mais adiante modelos mais próximos dos originais eu substituo.

Estes conectores você liga plug´s em cada um e conecta no gravador de cassete, sendo um na entrada (microfone) e outro na saída de fone. Com isso você consegue ler e gravar diretamente na fita cassete.

Atualmente você pode ler até de um Ipod / Iphone utilizando um cabo e um programinha que emula um gravador cassete. Super prático. Quando testar quero ver se consigo fazer rodar e posto aqui como funciona.

Detalhe dos conectores de áudio

Mais uma fase concluída, e depois adiciono uma foto de tudo montado. Os CI´s de memória do A1 ainda nem chegaram ao Brasil, e estou no aguardo.

Até a próxima!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Construindo um clássico!! Apple 1 - Parte 7

Atualização rápida.

Recebi o conector edge dos EUA, encaixou perfeitamente e já soldei na placa.

Recebi também a placa da ACI (conecta um gravador K7 no Apple I) do Corey. Veio super rápido e direto, sem cobrança adicionais. Agora estou procurando alguns componentes que faltam, entre eles um TTL 74LS10 (simples) e os transistor MPF3704 (que já tive dificuldade em conseguir - utilizado na saída de vídeo do A1).

A decepção desta vez ficou por conta das memórias MK4096. No passado (idos de 2013/2014) eu comprei no Ebay 16 memórias utilizadas no A1 e nunca tinha nem aberto o pacote. Para minha surpresa, elas são 4096 mas na quantidade de bytes de memória, não no modelo (kkkkkkk). Enfim, são maiores na pinagem, não bate nada com nada e tive que voltar a caça.

Encontrei no ML em SP 26 memórias Mostek MK4096 (originais!) e efetuei a compra. Recebi essa semana... nenhuma funcionou (testei com o testador do Trucco). Todas com defeito e irei devolver. Estas memórias são suscetíveis a estática e provavelmente por terem ficado tanto tempo guardadas, já eram.

No Brasil não tem outras opções. No Ebay tem uns malucos vendendo as originais por uma fortuna, e então parti para as MK4027 também da Mostek e produzidas no mesmo período das 4096 (além de totalmente compatíveis). Comprei 20 por U$38 mas tive que enviar para meu endereço nos EUA para redespachar, já que o vendedor não enviava ao Brasil, mas garantiu o funcionamento.

Mostek MK4027 em substituição as MK4096

Agora é esperar mais 30-60 dias até chegar. Até lá não há o que fazer para continuar os testes, já que as memórias são primordiais para a próxima fase. Todos os demais componentes já estão na placa.

Nos próximos dias vou iniciar a montagem da ACI e posto fotos aqui. Até a próxima.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Construindo um clássico!! Apple 1 - Parte 6

Finalmente!!!

Quando troquei o 2513 fiquei pensando quem poderia estar gerando esta sujeira na tela, e resolvi trocar alguns 2504V de lugar, um com o outro. Para minha surpresa, o padrão da sujeira mudava conforme a troca.

Lembrei que tinha um 2504V sobrando, pois o projeto usa 7 e comprei 8 na época. Rapidamente fui tirando um por um até que consegui a tela exatamente como descrito no projeto original, ou seja, somente _ e @ piscando na tela de boot.

Finalmente os _ e @

Desta forma dou por encerrado esse capítulo de fazer com que a parte de vídeo do projeto funcione adequadamente. Quando dei os comandos de clear screen ficou tudo perfeito, como já estava antes. Agora nos próximos dias vamos preencher a parte de componentes relacionados a CPU, mesmo sem ainda ter o teclado.

Aproveitei o contato com o Corey986 e comprei dele a última placa + PROM´s da ACI, que é a interface de cassete para poder carregar programas no A1. Atualmente o pessoal usa um Ipod ao invés de gravador K7 e tem tidos resultados bacanas.

Também comprei o conector EDGE 44 pinos no Ebay através de um anúncio direcionado aos hobbystas que estão montando o A1. Durante estes anos com o projeto creio que comprei pelo menos uns 3 modelos, e nenhum deles funcionou ou encaixou corretamente. Agora espero que esse dê certo.

Falta ainda a parte do teclado. O Corey recomendou o uso de um adaptador vendido no Ebay que faz a interface de PS2 para paralelo, que é o formato do teclado. O ideal seria conseguir um teclado de Apple 2 para dar mais originalidade, porém estão muito caros os que eu encontrei.

E por último, estou pensando em um case bacana para acondicionar tudo. Eu vi vários projetos na internet, desde aquele famoso de madeira, até os com acrílico. Como o Apple 1 é mais placa do que gabinete, seria legal deixar ela exposta, e então devo partir para o acrílico. Encontrei uma empresa na internet que personaliza, e agora é desenhar alguns padrões, medir, etc.

Teclado e gabinete são a última fase do projeto. Por enquanto é fazer ele rodar 100% com a CPU e demais chips instalados. Quando se trata de componentes antigos, sempre podemos ter surpresas. Até a próxima.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Construindo um clássico!! Apple 1 - Parte 5

Voltando a saga do Apple 1, procurei no Mercado Livre e em várias lojas de eletrônica on line e infelizmente não encontrei os 74161 sem letra.

Assim, parti para outras opções, e consegui alguns 74161AN na Supricompel (no Mercado Livre). Chegaram até rápido, primeiramente testei todos com o aparelho, e como estavam 100%, troquei na placa. Vamos ao teste de fogo mais uma vez, e infelizmente, a tela permaneceu igual. 

Portanto tinha mais algum culpado, e ai resolvi procurar um pouco na internet para ver se mais pessoas tinham problemas semelhantes. Numa destas buscas me deparei com o site AppleFritter (https://www.applefritter.com/) que tem uma comunidade de apaixonados pelas linhas Apple (I, II, Lisa, etc). Lembro que no passado distante já fiz muitas buscas em fóruns desse site, e sempe tem muita informação.

Eles tem fóruns dedicados para cada linha e para minha supresa, um usuário estava com o mesmo problema!! Tela parecida (caracter diferente), mesmo padrão e tipo de defeito, e o melhor, era postagem recente. Alguns dos usuários master deste site são pessoas que participaram do desenvolvimento do kit, então a chance de solução era alta. Um deles, Corey986 é um dos especialistas quando se trata de Apple 1 e já estava ajudando o outro colega. Ele também ainda tem a venda placas mãe, placas do cassete, etc, e um site bem bacana que recomendo o acesso (http://www.myapplecomputer.net/index.html).

O tópico com essa discussão sobre onde esta o problema com a tela inicial do Apple 1 - seção de vídeo - está disponível neste link https://www.applefritter.com/content/apple-1-replica-bootupdisplay-problem

Este mesmo usuário comentou que detectou um 2519B com problema e que ia trocar, além de alguns 2504V. Nesse meio tempo lá fui eu pesquisar novamente, principalmente na minha fonte anterior, o Ebay. Fiz algumas buscas, encontrei algumas opções e resolvi, porque não, pesquisar no Mercado Livre. Nem acreditei, mas um usuário aqui do Brasil tem mais de 15.000 chips antigos, e tinha justamente o 2519B e melhor, com data de 1976!!

Mantive contato com o mesmo durante uns 1 semana mandando perguntas sobre o chip, pois não tinham as fotos e quando ele colocou fiquei feliz em saber que era exatamente o que eu procurava. Resolvi perguntar se não tinha o tal do 2513 - Gerador de Caracteres que tive muita dificuldade em comprar, e após alguns dias, lá estava o SIM que eu esperava, e com fotos.

Apenas para esclarecer, sempre desconfiei deste substituto que eu tinha encontrado no Ebay. Sempre quis usar um original RO3-2513 da Rohs, e eis que ele estava disponível no Brasil. Incrível. Este vendedor (MVTECH Brasil) é especializado em componentes "hard to find" para as indústrias aeronáuticas, equipamentos médicos, etc e em apenas 2 dias recebi os 2519 e 2513. Não foi muito barato, aproximadamente R$120 com frete, mas só de saber que não ia ter que esperar um ou dois meses isso me animou muito.

O resultado da troca do 2513 esta abaixo nestas duas telas. A tela inicial, quando você coloca somente os chips relacionados ao vídeo devem ser _ e @ que ficam piscando.

Tela de boot após a troca do 2513

Tela ok porém com alguma "sujeira" provocada pelo caracter [

Desta vez o boot foi parecido com o indicado no manual, com _@ piscando, porém alguma sujeira ainda ficou na tela com os [ aparecendo. Desliguei e liguei algumas vezes para ver se o problema sumia, mas permaneceu ali, sempre na mesma posição. Mas de qualquer forma, foi uma grande evolução!

Resolvi então dar o comando de clear screen, e desta vez ficou somente o cursor @ piscando com o restante da tela limpa, como informa o manual. Aproveitei para  postar no fórum do AppleFritter que aparentemente o problema se resolvia com a troca do 2513.

Com o clear screen tela ficou como deveria

Acredito que agora tivemos uma boa evolução, e a idéia nos próximos dias é testar alguns chips, sem ser os TTL´s, pois sempre comprei mais de um para a mesma posição, com raras exceções (como o próprio 2513 e o 6820). 

Novidades nos próximos dias!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Construindo um clássico!! Apple 1 - Parte 4

Quem diria... Quase 5 (!!) anos depois retomei o projeto do Apple 1. Sem muitas delongas, vamos ao que interessa. 

Consegui adquirir os transformadores corretos (um no Brasil e outro nos EUA), e também o dissipador de calor para o regulador maior (está preso só de um lado nas fotos pois estava fazendo os testes de voltagem).

Aqui está o dissipador montado e na sequência os transformadores de voltagem devidamente ligados ao plug (conforme esquema do manual original do Apple 1). 

Dissipador do Regulador montado

Transformadores conectados ao plug da placa e ao rabicho de voltagem

Close mostrando o plug e dissipador

Após conectar tudo, liguei na energia (110V), fiz todos os testes de voltagem conforme recomendações do manual de montagem, e tudo deu certo! +5, -5, +12 e -12V todos presentes e corretamente regulados para o funcionamento. A próxima fase é colocar todos os chips que representam a parte de vídeo do computador. Não é uma tarefa muito fácil, porque alguns chips mais antigos precisam de uma pequena revitalizada em suas perninhas para tirar a oxidação.

Para fazer isso, com muito cuidado, utilizei uma pequena "dremel" com um rebolo macio. Travei cada chip na bancada e fui fazendo a limpeza individual.

Também é importante, antes de colocar os chips no soquete, verificar o espaçamento das perninhas com o furo do soquete. Em 98% dos chips este espaçamento é mais aberto, e dai precisamos dar uma pequena endireitada nas perninhas para que entrem e façam o contato correto. Para isso, basta colocar o chip de lado e pressionar levemente contra a bancada e ir testando no soquete.

Dremel e rebolo macio para limpeza da oxidação das pernas dos CI´s

Com todos os chips instalados (na parte de vídeo), é hora de torcer para o chamado "teste de fumaça". Ou seja, é hora de ligar e verificar se em nenhum lugar sai fumaça, ou se algum chip fique tão quente a ponto de queimar a mão.

Ainda não conectei a saída de vídeo, mas liguei os transformadores na energia, esperei alguns segundos e passei as mãos nos chips instalados, e nada de errado aconteceu (nem visual, nem pelo tato). É normal um pequeno aquecimento, mas não pode ser incômodo quando você deixa a mão ou dedos alguns segundos sobre os mesmos. Até ai tudo certo. Ficou alguns minutos ligados, sempre com o olhar atento, e não observei problemas.

Placa com os chips da parte de vídeo instalados.

Agora é hora de conectar o cabo de vídeo, e ligar na entrada RCA de um monitor. Ou seja, a hora da verdade. Para minha surpresa, funcionou e gerou uma tela (abaixo na foto) cheia de caracteres. No manual do Apple 1 diz que você deve obter uma tela cheia de @ e traços _ , porém a minha ficou bem diferente.

Tela do Apple 1 ao ser ligado.
 Vale frisar que nesse ponto, não estão instalados as ROM´s que dão vida ao Apple 1, mas tão somente chips TTL´s e gerador de caracter. A imagem deveria ser diferente, então chequei tudo novamente, todos os chips, posições, e não encontrei nada de anormal. Então parti para o teste dos chips TTL´s (já que os mais dedicados não tem como testar). Ah sim, antes disso também fiz o "clear screen" que basicamente consiste em conectar um fio no pino 12 do conector do teclado e outra ponta nos +5V.

Obtive a tela abaixo, quando era na verdade para ficar apenas o cursor com a tela limpa:

Clear Screen
Quando fiz o teste dos chips TTL´s, descobri que alguns dos SN74161 estavam com problema. Simplesmente deram erro no testador que comprei do amigo Victor Trucco. Agora vamos para a internet pesquisar e rezar para encontrar.  No manual (página 16) explica que em uma posição específica (D8) não se deve usar 74161 com final "A", pois pode gerar instabilidades. O difícil é conseguir chips 74161 sem sufixo depois, pois seriam de produção muito antiga. Vamos ver o que consigo nas buscas.

Chips SN74161N com defeito.

Até a próxima!!  Espero não voltar somente daqui a 5 anos hehehe.